domingo, 22 de março de 2009

Ouvir o que não pode ser visto: o recurso da AUDIODESCRIÇÃO

Ouvir que "uma imagem vale mais do que mil palavras" tem se tornado tão freqüente nos dias de hoje, em que um signo visual é capaz de despertar em quem vê, sensações variadas e atrai-lo mais do que os sons, já que os estímulos visuais podem receber diferentes interpretações subjetivas e, com isso, ganhar espaço na imaginação das pessoas. Porém o contrário também é possível! Com um recurso recente de acessibilidade, denominado audiodescrição, podemos afirmar, também, que "as palavras valem mais do que mil imagens". Graças a essa técnica, que consiste na descrição e narração, em voz, de cenas e imagens,mais um serviço de tecnologia assistiva está disponível às pessoas com deficiência. Mas, será mesmo necessário transformar aquilo que é visto no que pode ser ouvido? Tente desviar seu olhar pra outro foco enquanto assiste a uma novela, a um filme ou qualquer outro programa. Até mesmo durante o intervalo comercial... Enquanto aquela musiquinha toca, os diálogos se calam, as cenas mudam, as letrinhas aparecem bem no rodapé... Como será o figurino, as expressões faciais, o cenário? Parece pouco, mas tudo isso é fundamental para o entendimento de uma obra. É essa barreira comunicacional que o recurso da audiodescrição veio quebrar. O usuário passa a receber a informação contida na imagem ao mesmo tempo em que esta aparece, no intervalo dos sons ou diálogos, e, pode com isso, seguir a obra e captar a subjetividade da narrativa da mesma forma que alguém que enxerga. Esse recurso de acessibilidade pode ser aplicado em filmes, peças de teatro, programas de TV, exposições, musicais, museus, entre outros... Apesar do recurso ser recente e contar com profissionais capacitados para esse fim, a audiodescrição já era praticada informalmente quando, muitas vezes, necessitávamos de informações sobre determinada obra. O que estaria por trás daquela cena "musical" das novelas, em que, supostamente, rolava um beijo após olhares apaixonados? E como saber se aquela propaganda era de carro ou de cerveja? Porque são geralmente as propagandas mais inacessíveis... Se não houvesse nossa curiosidade, nem alguém para nos contar sobre as imagens, a compreensão ficaria prejudicadíssima. Isso já é audiodescrição. Só que agora de uma maneira formal, podemos enxergar o que antes era visível apenas pelos olhos de nossos acompanhantes.

Convido você a assistir ao primeiro comercial com audiodescrição no Brasil:

video

Assista também ao Filme Cão-guia:
video

Para saber mais sobre audiodescrição, acesse os endereços:

3 comentários:

  1. Passeando na net encontrei esse cantinho aconchegante. Parabéns pela iniciativa. Deus abencoe sua vida. Bjs docinhos da Tia Rose®

    ResponderExcluir
  2. Olá! Agora tenho um banner do meu blog! É só copiar a imagem e salvar no seu layout. Ah, não esqueça de linkar! www.priscilaconte.blogspot.com

    Obrigada! E boa semana!
    Priscila Conte

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Luciane, muito atraente seu blog. Continue assim, garota!
    Delamare

    ResponderExcluir